escrever prefacio do livro
Como Escrever Um Livro

4 Dicas de Como Escrever o Prefácio do seu Livro

O prefácio talvez seja um dos recursos literários dos mais interessantes, não apenas por trazer informações valiosas sobre uma obra, mas também por enriquecer ainda mais o conhecimento do leitor sobre o livro e seu autor.

Pensando nisso, decidi criar um artigo com 4 dicas de como escrever o prefácio do seu próprio livro. Antes de mais nada, falaremos sobre o prefácio.

O que é prefácio?

É o texto que antecede a própria história, servindo como apoio para a imersão e contextualização ao leitor. Além disso, é um recurso que pode ser escrito pelo próprio autor ou mesmo por terceiros.

Livros de um autor falecido, tem por meio do prefácio informações sobre a época em que foi escrito, notas da tradução, mudanças, controvérsias e quaisquer outras informações úteis durante a leitura.

Como exemplo, nos livros de J. R. R. Tolkien, Roverandom e Mestre Gil de Ham, temos prefácios dedicados a explicar a origem da história, seu desenvolvimento e questões sobre a escrita do autor que tornam a leitura ainda mais prazerosa.

Quando é o autor que escreve, temos a chance de mergulhar no livro por meio da sua visão, contando sobre os bastidores e criando uma proximidade única.

Lembre, não é um recurso obrigatório, então se não for agregar na experiência do leitor, evite usar o prefácio.

4 dicas de como fazer o prefácio de um livro

1 – Nada mais que uma introdução

De modo principal, a função básica do prefácio de um livro é expor, apresentar e dialogar com o público. Em suma, explicar os principais objetivos, seus aspectos e expectativas.

2 – Contextualize o leitor

Faça um texto que construa o contexto do livro, prepare o leitor para se inserir na obra. Como exemplo, livros acadêmicos tem prefácios onde é alinhado todas as teorias desenvolvidas e como se inserem em seu conteúdo.

Porém em um romance, podemos contextualizar de forma a criar uma condição de trazer dados sobre a construção do texto, suas bases e qualquer informação valiosa na sua produção. Por exemplo, autor conseguiu por meio de um concurso literário viajar para determinado país, com bolsa para escrever o livro e aprender costumes locais, a fim de se introduzir na obra.

3 – Gere interesse pela leitura

Provoque seu leitor a fazer uma avaliação durante a leitura, proponha reflexões sobre sua obra, até mesmo porque existem autores que escrevem para transmitir uma mensagem, ou fazer a crítica social.

É neste momento que você pode usar o prefácio a ação de orientação na leitura, com elementos que atraiam a atenção, sem entregar muitas informações, mas sendo o bastante para que o leitor esteja sempre alerta ao que você pode dizer.

4 – Conte suas inspirações

Para um autor, o prefácio é o momento de falar do próprio livro. Portanto, aproveite este espaço para contar quais foram suas inspirações, referências e até mesmo o que te levou a escreve-lo.


Então, consegui tirar suas dúvidas sobre Prefácio e quais seus principais usos e aplicações?

Me conta aqui nos comentários se você quer ler mais conteúdos assim no site do Escrita Selvagem. Vamos ajudar a comunidade brasileira de autores e crescer juntos!

Escritor. Especialista em Busca Orgânica & Marketing. Leitor apaixonado por fantasia e ficção científica.

6 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.