prologo prefacio posfacio epilogo
Como Escrever Um Livro

Prólogo, Prefácio, Epílogo e Posfácio

Prólogo, Prefácio, Epílogo e Posfácio são nomes que todo leitor já se deparou, mas pode ter passado despercebido suas diferenças e importâncias, afinal, cada um destes tem um uso bem específico. Nas próximas linhas, você vai entender tudo sobre cada um deste recursos literários e quais suas principais funções dentro de um livro.

Prólogo

O prólogo nem sempre é o início de uma história, pois pode ser o meio e em alguns casos alguma parte do final. Sabe quando você lê um livro, assiste uma série/filme e logo no começo já é apresentado ao andamento da história? Pois bem, esse é o prólogo.

Talvez você se lembre do filme de O Senhor dos Anéis, quando logo nos primeiro minutos somos apresentados a alguns fatos sobre o Um Anel. Ou ainda, em Game of Thrones, quando no prólogo conhecemos um pouco do mundo de Westeros e ficamos curiosos sobre a presença dos caminhantes brancos.

No geral, um prólogo serve para inserir o leitor no universo, mostrar as regras e principais efeitos daquele mundo, dando uma maior imersão. Entenda que, nem sempre no primeiro capítulo somos capazes de entregar toda a informação e é no prólogo que temos essa oportunidade.

Não existem regras quanto ao tamanho e duração do seu prólogo, sendo o mais relevante conectar bem com o resto do livro, afinal, você quer manter o tom de interesse.

Epílogo

De outra maneira, o epílogo funciona como uma narração após o último capítulo. Neste momento, nós autores podemos explicar mais sobre o que aconteceu com alguns personagens e deixar qualquer mistério definitivamente solucionado.

No último livro da saga Harry Potter, o epílogo entrega o futuro da maioria dos personagens e mesmo que breve, concluiu qualquer discurso em aberto.

Você pode não apenas explicar o que aconteceu, mas também incluir um cliffhanger para o próximo livro, despertando ainda mais o interesse do seu leitor.

Como no caso anterior, não há regras quanto ao tamanho e obrigações, sinta-se livre para acrescentar em seu epílogo toda e qualquer informação valiosa.

Prefácio

Não confunda com o prólogo, seus usos tem significados totalmente distintos. Um prefácio é o primeiro texto do livro, antes de todo o resto e que serve mais como uma introdução.

O epílogo não faz parte do enredo, podendo ser escrito pelo autor ou terceiros que leram o original e precisem fazer uma introdução adequada ao leitor.

Na edição do livro Laranja Mecânica, a Editora Aleph apresenta um prefácio recheado de informações quanto a tradução, alterações realizadas e desafios encontrados. Em suma, é um texto onde se fala da obra, dando opinião e pontuando tudo aquilo que for conveniente para conhecimento do leitor.

Você também pode encontrar em autores falecidos prefácios que dialogam com questões sobre a escrita, explicando em alguns casos qual o contexto que a obra foi escrita e se pode apresentar informações incoerentes com a nossa época.

Monteiro Lobado é uma figura controversa, devido ao teor racista de sua obra, logo, o prefácio tem a função moral de explicar sua época e os problemas que aquela forma de expressão causa nos dias atuais. Em suma é possível indicar quais as passagens não correspondem com a atualidade e preparar o leitor para qualquer incomodo.

Posfácio

Por último e talvez não tão importante, o posfácio é tudo aquilo que vem depois do enredo, um adendo, explicação ou ainda advertência no encerramento de um livro.

Assim como o prefácio, pode ser escrito pelo autor ou terceiros, entretanto se já fez o uso de um prefácio, não há necessidade produzir um posfácio, pois fica redundante.


Então, consegui tirar suas dúvidas sobre Prólogo, Prefácio, Epílogo e Posfácio, e quais seus principais usos e aplicações?

Me conta aqui nos comentários se você quer ler mais conteúdos assim no site do Escrita Selvagem. Vamos ajudar a comunidade brasileira de autores e crescer juntos!

Você também pode se interessar por estes outros conteúdos!

Escritor. Especialista em Busca Orgânica & Marketing. Leitor apaixonado por fantasia e ficção científica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.