como criar uma persona para meu marketing literário
Marketing Para Escritores

Como Criar uma Persona para meu Marketing Literário?

Se você está com a ideia de lançar seu livro ao mundo ou quer entender quem são seus leitores e seus comportamentos, deve considerar criar uma persona literária.

Ter conhecimento e compreender quem é o nosso leitor ajuda a mensurar quem pode ser o potencial comprador e ter maior sucesso com a venda de livros.

Neste artigo, vou te ensinar como construir seu público ideal, com objetivo de ajudar a direcionar seus esforços em comunicação e criar conteúdos mais envolventes e compartilháveis.

Neste momento em diante, vamos aprender o significado de persona, seus benefícios, como criar uma em simples passos e exemplos para você se inspirar. Vamos lá?

O Que Significa Persona na Literatura?

Em muitos dicionários, persona é um tipo de personagem que se difere do caráter real de uma pessoa, como se fosse a representação em si de um grupo.

Pode também ser entendido como a representação de um grupo de indivíduos aparentes na sociedade, por sua vez, a personalidade projetada deste público observado sobre vários aspectos.

Segundo o Michaelis:

1 – [Psicologia] Na teoria junguiana, o aspecto externo da personalidade de um indivíduo, em oposição à sua verdadeira personalidade.

2 – Imagem apresentada por uma pessoa em público; maneira pela qual um indivíduo se comporta na companhia de outras pessoas, projetando uma imagem às vezes diferente de sua verdadeira identidade.

Dicionário Michaelis sobre Persona

No Wikipédia, há uma categoria específica para se referir ao conceito de persona no marketing.

Personas são personagens fictícios criados para representar os diferentes tipos de usuário dentro de um alvo demográfico, atitude e/ou comportamento definido que poderia utilizar um site, uma marca ou produto de um modo similar. Personas são uma ferramenta ou método de segmentação de mercado. O termo persona é usado amplamente em aplicações online e tecnológicas, bem como em publicidade, onde outros termos como retratos de pena também podem ser usados.

São úteis para consideração dos objetivos, desejos e limitações de usuários e compradores de marcas com o objetivo de ajudar a guiar decisões sobre um serviço, produto ou espaço de interação tais como características, interações e o design visual de sites web.

A criação da persona é muito mais específica e demanda muito mais tempo do que a definição do público alvo. É como se o público alvo fosse o esboço e a persona o trabalho finalizado.

Wikipédia sobre persona em marketing.

É neste último que vamos nos apegar. Em conclusão, é uma estratégia como ferramenta para criar uma espécie de perfil sobre quem seria o leitor ideal, descobrindo assim o público de nossa comunicação.

Pode ser que entenda melhor o conceito se levarmos essa informação para o âmbito cultural.

Persona na Arte

No teatro atores interpretam um papel, ou seja, um personagem. Além disso, essas atuações têm intenção de dar uma máscara ao ator, que dará voz a um personagem com características visíveis aos espectadores.

No meio musical é bem comum observarmos artistas que dão vida a um outro eu. Eu-lírico. Por exemplo, Ziggy Stardust, personagem alienígena do cantor David Bowie que aparecia em apresentações e shows ao vivo em determinada época.

Não somente, mas podemos ver isso em cantores como Lady Gaga, que resolveu levar ao mundo um eu masculino, Jo Calderone, após boatos de que era hermafrodita. Como também com Eminem, que criou Slim Shady, sua versão mais extrema de personalidade, para músicas mais ofensivas e violentas.

No geral, a persona não é uma visão superficial e generalista, mas sim com detalhes e peculiaridades específicos de um grupo de pessoas.

Qual a diferença entre persona e público-alvo?

Agora que temos o conceito de persona, vamos entender mais sobre a diferença entre persona e público-alvo. A princípio, pode ter gerado alguma confusão nos termos, mas para não errar no entendimento vamos compreender qual a diferença entre persona e público-alvo para o mercado literário.

O que é a persona para um autor?

Em uma estratégia de marketing literário é comum usarmos de ações para aumentar a quantidade de exposição e consequentemente venda de livros.

A ideia é tornar nosso livro mais conhecido, seja para garantir melhores vendas, seja pela reputação do autor e credibilidade no mercado livreiro.

É interessante usar o Instagram e outras ferramentas sociais para pesquisar e conhecer mais sobre seus leitores e direcionar seus conteúdos de forma assertiva. Não somente, mas a persona permite descobrir os desejos de leitura do público, assim como outros detalhes que te ajudam a criar uma maior intimidade com essas pessoas.

De forma resumida, a persona sintetiza o perfil do comprador do seu livro, ou seja, personagem fictício que tem características e comportamentos semelhantes e que possuem maior probabilidade de compartilhar seus conteúdos e até mesmo ajudar nas vendas.

A persona é aquela pessoa que você quer atingir, que vai fidelizar e ainda tem tudo a ver em comum com seus leitores. Em suma, a criação da persona leva em conta informações detalhadas, como dados demográficos e sociais, mas também agrega interesses, comportamentos, dores, sonhos e diversos outros detalhes.

Em resumo, é o perfil completo de quem lê seus livros, bem detalhado com hábitos e costumes, destaque seus gostos e interesses, trás objetivos pessoais e profissionais, e ainda de quebra mostra as dificuldades e facilidades para adquirir seu livro.

Qual o público-alvo do autor?

O conceito de público-alvo está ligado com a representação dos clientes que queremos atingir. Por sua vez, são pessoas que tem características em comum, como por exemplo:

  • escolaridade
  • classe social
  • gênero
  • idade
  • nacionalidade
  • profissão
  • cidade e estado

Diferença da persona que é mais aprofundada, o público-alvo é uma breve descrição destas pessoas. Em suma, destaca apenas as características principais e de forma generalista.

Os Benefícios de Criar uma Persona Literária

Todo escritor quer vendas mais eficientes, não é mesmo?

Uma forma de conseguir atrair mais leitores e útil, que não vai desperdiçar seus esforços é, através da criação de uma persona.

Ter informações mais claras sobre seu público te ajudará a criar conteúdos mais assertivos, gerando interesse e dando informações relevantes para seus leitores. Portanto, definindo quem são nossos leitores ainda podemos aprimorar a segmentação de público nas nossas mídias pagas.

É isso mesmo que você leu, sabendo quem são seus leitores você pode reduzir os custos com links patrocinados e aumentar as chances de virar seguidores e consecutivamente clientes.

Como funciona? Ao segmentar quem são nossas personas, gastamos menor energia e direcionamos os esforços para quem realmente têm interesse por seu livro. Por sua vez, evitamos chegar em pessoas que não estão interessadas em nós e que dificilmente comprariam.

Em outro artigo já abordei Como Criar Conteúdos para o Instagram e ainda de quebra falei sobre como criar um Instagram para Escritores. Se você já viu esses conteúdos sabe da importância de se comunicar com seus leitores, mas também em investir em anúncios para potencializar sua comunicação.

Não apenas para Instagram, mas o Facebook Ads e o Google Ads são ferramentas que usam cada vez mais segmentação de público otimizadas para facilitar na hora de criar suas campanhas. A principio, você pode adicionar informações mais completas e bem definidas de dados demográficos e psicográficos.

Com a persona e suas informações sobre localização, idade, escolaridade, interesses e outros, é possível chegar de forma certeira nos leitores que queremos.

Com a persona bem definida você utiliza uma estratégia mais inteligente em seus conteúdos e terá ganhos ainda maiores em suas ações de marketing digital.

Você autor pode até ter uma orçamento mais limitado e sem muito como investir nessas ferramentas, mas quando você sabe quem é sua persona e segmenta de forma inteligente, fará seu dinheiro valer cada centavo.

Melhores Práticas Para Criar Personas Literárias

Agora vamos falar um pouco como criar uma persona com qualidade, mas antes de tudo existem alguns tópicos que você deve se preocupar no momento de coletar os dados da sua persona.

Veja abaixo o principais tópicos que você deve seguir para alcançar sucesso na criação de personas.

Pesquise os Usuários

Faça uma pesquisa prévia sobre quem são seus possíveis leitores, caso ainda não tenha noção, pense quais sãos os motivos para alguém querer ler o seu livro.

Caso já tenha um público formado no Instagram, comece a fazer perguntas aos seus seguidos, colete as respostas e informações e separe em algum documento ou anote no caderno para usar conforme o tempo.

Estude Constantemente Suas Pesquisas

Não é apenas coletar, você precisa estar sempre estudando essas informações, percebendo como evoluem e o quanto estão sendo assertivas e o quanto não para cada uma de suas estratégias.

Faça listas e categorize as respostas para que você possa consultar com facilidade, o Método Zettelkasten te ensina como fazer anotações inteligentes e não perder nada por exemplo.

Faça Perguntas Importantes

Falamos da pesquisa, mas ainda não abordamos as perguntas que seus seguidores podem responder.

É possível separar as perguntas por categorias e objetivos, assim você tem maior controle na hora de coletar e reservar estes dados.

Abaixo, listo algumas perguntas interessante que você pode fazer com seus seguidores e entender mais sobre os mesmos.

Antes de mais nada, faça umas perguntas para si mesmo, como escritor:

  • Quem são meus leitores atuais?
  • Que assunto pode interessá-los?
  • Por que eles compram meu livro?
  • Que expectativas eles têm de mim como autor?
  • Quais os comportamentos recorrentes desses leitores que comentam, compartilham e perguntam?
  • Como posso ajudá-los?

Agora, vamos à lista de perguntas para enviar aos nossos seguidores.

Questões pessoais

  • Qual sua idade?
  • Onde mora?
  • Tem filhos?
  • Qual seu nível de escolaridade?
  • Quais suas metas de leitura?
  • Quais suas dificuldades e problemas ao comprar livros?

Questões sobre estilo de vida

  • Quais gêneros literários você mais gosta de ler?
  • O que gosta de fazer nas horas vagas?
  • Quais são os seus interesses principais?

Questões Informacionais

  • Quais são as redes sociais você mais usa?
  • Com qual frequência você usa essas redes?
  • Que conteúdo(vídeo, imagem, áudio, etc) considera interessante?
  • Onde você costuma comprar livros?
  • Prefere livro físico ou e-book?
  • Com qual frequência você realiza compras de livros?
  • Você costuma realizar pesquisas antes de fazer compras?
  • Quem influencia sua decisão de compra de um livro?

Um cuidado adicional é não se apegar em questões muito abertas, as vezes é interessante dar duas ou mais opções ao seu público, assim fica fácil de mensurar os dados, mas se quiser fazer uma pesquisa mais ampla, fique livre para deixar em aberto.

Com essas e outras perguntas que você está livre para coletar, reflita se está chegando em respostas boas e assim poderá criar uma persona mais adequada.

Dessa forma você vai se comunicar melhor com o seu leitor atual e os futuros. Pense nisso, crie laços e ganhe mais prestígio de quem te acompanha.

Trabalhe Sua Criatividade

Agora que soube como organizar sua pesquisa, deixa sua criatividade fluir e comece a pensar mais como sãos os seus leitores. Além disso, saiba que nenhuma persona será igual a outra, mesmo que você venda determinado gênero literário, saiba que seu livro ainda é único, seja na escrita ou na forma que conta sua história.

Nunca um leitor de fantasia será igual a outro, porque mais que alguém goste de Tolkien, não quer dizer que obrigatoriamente gostará de Rick Riordan. Portanto, por mais que busque inspirações em personas aleatórias, nunca copie e sim cria a sua própria.

Tenha Pé no Chão

Por mais que tenha liberdade na criação da persona, é importante tomar cuidado para não fugir muito da realidade. Em suma, mantenha os pés no chão e preste atenção em cada pergunta e resposta que tenha realizado, identificando se aquilo de fato corresponde a sua persona.

Descubra Para Onde Ir

Qual seu proposito com os leitores? Você quer atrair mais compradores, gerar intimidade como autor, ganhar mais dinheiro ou apenas ficar conhecido?

Traçar onde você quer chegar é um passo crucial que vai te facilitar na hora de criar uma estratégia de marketing digital com seu público.

5 Passos de Como Criar Uma Persona Literária

Chegou o momento de você conferir passo a passo para criar sua persona. À seguir, estão as principais dicas para você que nunca criou uma persona e nem sabe por onde começar.

Com esse guia com certeza vai criar uma persona literária perfeita e ter melhores resultados com a sua comunicação. Sem mais delongas, vamos aprender na prática!

1. Colete Informações Sobre Tudo e Todos

Aplique a pesquisa e tenha dados coletados, isso já falamos, mas não pense que fazer uma única vez pesquisa já vai solucionar seu problema.

Pense nas melhores perguntas, como já falei anteriormente, mas também pesquise outros autores e como os mesmos se comunicam com seu público. Além disso, obter esses dados pode ser útil para prever comportamentos do seus usuários e saber se determinada ação dá resultado ou não.

2. Crie uma Grande Hipótese

Pense em uma ou mais perguntas com situações reais que, com a ajuda da sua análise de dados, seria verdadeiro com seu tipo de leitor. Pense nos motivos, razões e circunstâncias que levam alguém a comprar seu livro, se interessar, compartilhar e ainda indicar para outros.

Lembre-se que a persona pode ser alguém novo que não te conhece, não sabe o que está buscando ainda, mas que por acaso pode acabar te encontrando e tendo interesse.

Podemos pensar em algo como: “Karen adora ler livros de Thriller e Suspense, mas tem muita dificuldade de escolher sua próxima leitura, como posso convencer que meu livro é o que procura?”. Em suma, não precisa ser nada complexo, mas essa questão surge após coletar diversas perguntas.

3. Teste Sua Hipótese Constantemente no Início

Ao criar sua grande hipótese, ou até mais de uma, você tem pronto essa história como pilar para te ajudar a convencer futuros leitores. Entretanto, é comum errar o foco, por isso é muito importante perguntar novamente aos seus usuários e ter confirmação se é próxima da verdade.

Desta forma, você saberá se precisa melhorar ou ainda adaptar essa história e tornar de fato realista com seus leitores.

4. Tenha Números

Quando temos dados sobre nosso público, podemos separar os mesmos por categorias e criar uma ficha de personagem.

Funciona como um modo de tornar física sua persona, pode ser algo simples, como quantos por cento dos usuários são homens ou mulheres, destes, qual sua faixa etária e condição social.

Estabelecer esses números e compreender seus significados ajuda a dar forma a sua persona e mesmo que você não deseje vender apenas para mulheres ou apenas para homens, precisa saber qual o público mais provável do seu livro.

Com isso você pode criar uma ou mais personas se necessário, assim atendendo todas as pessoas e objetivos mais interessantes para sua estratégia.

Quando fazemos campanhas em mídia paga, somos capazes de receber insights sobre esses públicos e confirmar se estamos nos comunicados com quem queremos, ou se estamos fugindo do caminho.

Pode ser que você não tenha todas as respostas que precisa, mas a persona é mutável e são com os dados coletados antes e depois que te ajudarão a aprimorar a persona dia a dia.

5. Descreva sua Persona

Ao coletar e quantificar a persona está na hora de descrever melhor, identificando seus gostes e principais dores.

Para entender, vou passar um exemplo de persona a seguir:

“Karen, está na faixa etária de 24 a 35 anos, brasileira, mora em uma das grandes capitais como São Paulo e Rio de Janeiro. É formada na sua área e usa o tempo livre para leitura e outros hobbies.

Gosta de sair com os amigos e pode ser solteira ou já ter filhos. Gosta de música e entretenimento de forma geral, muito apaixonada por programas sobre investigação, assassinatos e grandes mistérios não solucionados da vida real.

Como leitora voraz está sempre buscando novos autores e livros, mas sente muita dificuldade de encontrar sua próxima leitura, seja por falta de indicação de amigos ou por não ter muito tempo para correr atrás.”

Com base em um detalhamento, conhecemos mais sobre essa pessoa seus gostos e desafios como leitora. Em suma, isso é importante para se colocar no lugar desta persona, avaliar seu cenários e pensar em meios para ajudá-la a conseguir o que precisa ou deseja.

Após detalhar, não se preocupe em dar um nome incrível, isso apenas é uma forma de humanizar esse leitor ideal. Aliás, fica muito mais fácil quando trabalhamos com mais de uma persona dar um nome fictício para cada.

Não somente, mas é importante detalhar aspectos sociais que questionem os motivos que possam levar esse leitor a comprar seu livro. Além disso, conhecer as dificuldades da sua persona é essencial para saber qual ponto tocar na hora de convencer uma possível compra.

Exemplos de Persona

Abaixo você verá algumas personas para se inspirar.

Saiba que a persona que criar pode se embasar nesses exemplos, mas como já disse que nenhuma é igual, tome cuidado na hora de copiar.

Exemplo 1 – Raul

Raul Lima, exemplo de persona literária

Exemplo 2 – Angélica

Angélica Lima exemplo de persona literária

Como criar uma persona sem ter leitores?

Se você ainda não tem muitos seguidores pode também criar uma persona.

Para fazer isso é necessário começar a pensar do zero e fazer uma pesquisa com perfis de outros autores e editoras.

Descubra um padrão nas postagens e como os seguidores interagem, ou seja, essas pessoas estão interagindo mais em qual tipo de conteúdo?

A partir dessa preliminar observação você já é capaz de traçar uma persona com um perfil inicial.

Não entre em desespero, abaixo vou dar algumas dicas para você criar essa persona, mesmo não tendo ainda um livro publicado ou um público que te segue.

Defina onde você quer estar

Se ainda não sabe quem são seus leitores ou possíveis seguidores. A primeira coisa a fazer é decidir em quais redes sociais você vai estar presente.

Ao invés de perder o foco postando qualquer coisa, escolha algum assunto que domine e fale dele no começo. Em suma, fica mais fácil você ter menos dificuldades em se expressar e criar conteúdos.

Nas primeiras postagens já é possível ter algumas interações. Não somente, essas pessoas podem ser consideradas possíveis leitores e talvez sejam um caminho para criar sua persona.

Interação é importante

Converse com seus seguidores, como já falei em outro momento é muito importante fazer perguntas e interagir com essas pessoas.

Saber detalhes do que necessitam, seus maiores problemas, objetivos e desejos é uma forma de quem sabe já começar a pensar e criar soluções para eles, oferecendo muito mais do que apenas um livro.

Utilize Insights das ferramentas sociais

Você sabia que o Instagram e Facebook podem te ajudar a criar sua persona? As ferramentas no modo empresa(gratuito) mostram insights de quem são as pessoas que te seguem e interagem.

Com esses dados você conseguirá obter informações valiosas para preencher os primeiros dados da sua persona.

Abuse dos formulários

Outra ideia bacana é descobrir insights por meio de formulários de pesquisa.

Você pode usar a ferramenta de formulários Google Forms e criar o seu gratuitamente e recolher as mais diversas informações e perguntas.

Tendo criado o seu, divulgue nas redes sociais ou em fóruns e blogs do seu segmento e obtenha os melhores resultados.


Espero que este conteúdo tenha te ajudado a criar uma estratégia de persona. Em resumo, o segredo foi se dedicar a uma boa pesquisa e obter de forma inteligente respostas satisfatórias sobre seus leitores.

Outra dica foi se comunicar e criar um relacionamento duradouro com seu perfil de autor.

Mesmo que esteja começando e não tiver lançado nenhum livro ainda, pode sim dar os primeiros passos na criação da sua persona e também criar um público que te segue.

Agora você tem em mãos a chance de criar seus conteúdos e pensar em estratégias de marketing para escritores independentes, gerando resultados eficientes e com grande potencial.

Se gostou deste conteúdo, compartilhe e me conte aqui nos comentários. Não somente, mas se tiver dúvidas ou quiser falar comigo fique a vontade para me procurar.

Boa sorte e sucesso colegas autores!

Escritor. Especialista em Busca Orgânica & Marketing. Leitor apaixonado por fantasia e ficção científica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.