bloqueio criativo 10 maneiras de derrotar
Escrita Criativa

Bloqueio Criativo: 10 maneiras de derrotar o pior inimigo de um escritor

O que é bloqueio criativo? O bloqueio do escritor é aquela queda criativa que os autores enfrentam quando não sabem o que escrever. Além disso, pode nos afetar em todos os estágios de nossas carreiras e se não for controlado, pode impedir a escrita por dias, semanas ou até mesmo meses.

Mas nada está perdido, a boa notícia é que existem muitas maneiras de derrotar o bloqueio criativo. Agora, se você se sente totalmente bloqueado e não sabe por onde começar, esse artigo foi feito para você, pois vou revelar 10 maneiras de combate-lo e te ajudar a romper o que o está o bloqueando.

1. Determine a raiz do problema 

Em primeiro lugar, ao contrário do que você pode imaginar, o bloqueio do escritor não é um sinal que você é um “péssimo escritor”, é na verdade algo que todos enfrentam em dado momento. Portanto, mesmo que todos podemos sofrer deste problema, nem sempre as causas serão as mesmas.

Então, primeiro vamos identificar a fundo o que está realmente te bloqueado, por isso se pergunte:

  • Sinto pressão para ter sucesso e/ou competir com outros escritores?
  • Perdi o caminho da minha história ou o interesse em saber para onde ela está indo?
  • Não tenho confiança em minhas próprias habilidades, mesmo que já tenha escrito muito antes?
  • Não escrevi por tanto tempo que me sinto intimidado pelo simples ato?
  • Estou simplesmente me sentindo cansado e esgotado?

Cada um desses tópicos tem uma solução diferente. Por exemplo, se você é perfeccionismo pode estar sufocando sua escrita, mas compreenda que o primeiro rascunho nunca será perfeito, nesse caso, a dica 4 nesta lista pode realmente ajudá-lo. Ou se você estiver se sentindo sem inspiração, você pode recorrer a alguns dos recursos do item 7!

Claro, não há solução mágica para qualquer uma dessas causas. Mas entender onde está a origem do seu problema o ajudará a saber quais os melhores caminhos para enfrentá-lo.

2. Liste seus livros e escritores favoritos 

Quem ou qual livro te inspirou a escrever em primeiro lugar? Talvez você tenha um livro muito querido ou um autor que admire, portanto, volte para essas fontes que já o inspiraram uma vez e ascenda outra vez a paixão pela escrita.

Em primeiro lugar, faça uma lista de livros e autores favoritos, descubra o que estes tem em comum em comparação com o que os torna únicos. Agora, pense nas técnicas de escrita ou características dos gêneros literários que você pode implementar em seu próprio trabalho.

Descubra o que te fascina nestes livros e procure utilizar esse mesmo amor para criar seus personagens. Em suma, na próxima vez que se encontrar sem inspiração, incorpore um pouco disso em seu próprio trabalho e abuse do poder dos seus ídolos para te guiar.

3. Construa uma rotina de escrita 

A criatividade é um hábito. Então, você precisa entender que a criatividade não é algo que vai aparecer quando você precisa, e ir embora, quando não for necessária. Mas a verdade é que, se você escreve apenas quando se sente criativo, você fica preso esperando esse milagre aparecer.

Bom, você já pode ter uma rotina, mas se sente com bloqueio criativo em alguns momentos. O que você precisa fazer é, descobrir os dias e horários que realmente funcionam melhor para você, pois se você se sente mais produtivo pela manhã, pode valer a pena acordar meia hora mais cedo para escrever.

Seja qual for o momento ideal no seu dia a dia, seja consistente. A única maneira de construir uma rotina saudável é realmente seguir os dias escolhidos! Dizem que se você manter uma rotina durante vinte e dois dias, poderá ser muito mais fácil incluir isso na sua rotina.

Quer ter uma ferramenta para uma rotina saudável? O NaNoWriMo é uma ótima maneira de criar uma meta no mês e ir registrando seu desempenho diário e conhecendo melhor seus limites e pontos fortes na escrita.

4. Escreva o pior possível 

Todo escritor já passou horas tentando encontrar a frase perfeita para ilustrar alguma ação ou cena. Além disso, você pode perceber que isso é um esforço inútil e grande gerador de bloqueio criativo, pois você estará tentando infinitamente chegar na melhor versão logo de cara.

Por mais que seja o seu desejo, busque simplesmente escrever o que você está pensando, seja eloquente ou não. Em suma, você pode sempre voltar em outro momento e editar o que escreveu e refiná-lo mais tarde. Qual o motivo de perfeccionismo?

5. Encontre um olhar diferente para a história

Veja sua história de outra perspectiva. Por exemplo, como um personagem secundário poderia narrar a cena se estivesse a testemunhando? Um adolescente observando seu protagonista teria uma visão diferente de uma senhora na janela estendendo roupa.

Alterar o ponto de vista da sua história, mesmo que temporariamente, é uma ótima maneira de romper com as restrições mentais e obter novos insights.

Caso ainda esteja sem rumo, use do logline como ferramenta para se manter na direção correta, ao qual tenho artigo aqui no site. Por sua vez, aprofundar-se na história de fundo de um de seus personagens principais pode lhe dar uma melhor compreensão de suas motivações, o que, por sua vez, impulsiona sua história.

No geral o objetivo do seu protagonista entra em conflito com outros personagens, ou ainda, se complementa. Por exemplo, Imagine um casal em que um recebe uma promoção para mudar de cidade, quanto o outro, fica doente e não pode sair de perto da família. Como seu personagem realmente reagiria?

Diferentes personalidades e objetivos levam a conflitos que conduzem sua história, por isso observe não apenas seu personagem principal, mas todos ao seu redor e suas prováveis reações.

6. Comece pelo meio ou final

Não existe uma regra sobre começar seu livro pelo início, se você se sente mais animado escrevendo pelo meio ou final, comece por aí! De toda forma, você se sentirá com menos pressão para continuar escrevendo, tendo as coordenadas para onde seu livro está seguindo.

Fazer o mapeamento da sua história, ter uma ideia do quadro geral é divertido, pois um esboço te ajuda a ter uma visão clara, mesmo que superficial, de como continuar. Por sua vez, ao preencher as lacunas do seu livro que estão mais fáceis em sua cabeça, te ajudar a derrotar o bloqueio criativo e impulsiona para continuar escrevendo.

Isso acontece, porque a informação que você precisa escrever está bem fácil na sua frente, seu cérebro consegue identificar um caminho e te ajuda simplesmente a fluir na escrita. Com um plano em mãos, mesmo que simples, você terá muito mais facilidade para construir sua história.

7. Busque métodos de escrita

Tenho interesse por meios de melhorar minha escrita, o método de Cornell me surgiu como uma nova forma de aumentar a minha eficiência e dedicação, ao qual tenho conteúdo no site.

Já apresentei em outro artigo também sobre o método Zettelkasten, maneira de fazer anotações de forma inteligente, diferente do Cornell que usa de outra lógica para otimizar anotações e é mais simples de ser utilizado.

Acredito que todo escritor deseja melhorar não apenas sua escrita, mas quando acabamos tendo tantas ideias e não sabemos como organizar, é por meio desses métodos de anotações que potencializamos as mesmas e garantimos uma escrita fluída e prática.

Outra maneira é por meio da tecnica dos tomates! A Técnica Pomodoro foi criado pelo italiano Franceso Cirillo em 1980. O método tem como origem a necessidade do seu criador em melhorar seu gerenciamento de estudo, utilizando alternância de tempos de execução de tarefa e descansos, visando melhorar a produtividade e evitar a procrastinação.

8. Escreva outra coisa

Às vezes, tirar o foco da nossa escrita para outro projeto é uma forma de trabalhar contra o bloqueio criativo. Fique tranquilo, não estou indicando que você me abandone seu projeto e comece sempre um novo, nada disso, mas se reservar um pouco para escrever algo diferente pode te deixar revigorado e até mesmo com novas ideias para seu outro trabalho.

Usando algum dos métodos de escrita da dica anterior, você pode tentar desenhar um esboço de um novo enredo, ou detalhar a história a fundo de um personagem, trabalhando um pouco neles antes de voltar ao seu livro principal.

Não considere perda de tempo, os momentos de escrita que você “gasta”, mesmo que não sejam para um único projeto, ainda o ato de escrever é um treino para te ajudar a combater os bloqueios criativos, afinal, está sempre treinando sua mente a produzir.

9. Faça pausas 

Ficar sentando numa mesa por muitas horas, pode ser prejudicial não apenas para você, mas para seu cérebro, afinal as pausas são os melhores amigos de qualquer escritor.

Tomar um banho, dar um passeio pelo seu bairro, ir em um parque ou mesmo ir ao cinema, são atividades que além de fáceis de executar, promovem bem-estar e ativam nossa zona de criatividade.

Por sua vez, tirar o foco do seu livro em determinados momentos, poderá te ajudar a encontrar novas fontes de inspiração e também um pouco de lazer, afinal, nenhum autor apenas escreve o dia todo.

Sente que precisa de mais tempo afastado? Não tem problema! Tente encontrar outros projetos criativos para te inspirar. Portanto, vá ler livros, ouvir música, ir até o teatro, explorar um museu e qualquer outra atividade que dê prazer e te ajude a aliviar um pouco da pressão da escrita.

10. Pare de acreditar no mito do bloqueio criativo

Meu amigo escritor e minha amiga escritora, escrever é difícil e não há dúvida sobre isso. Além disso, depois de passar semanas e anos trabalhando em seu livro, nada garante que não haverá um obstáculo aparentemente impossível. Dito isso, sempre há uma causa do problema, e embora possa levar tempo e dedicação, sempre haverá uma maneira de lutar contra.

Além de todas as táticas listadas acima, aqui estão alguns mantras a serem lembrados ao lidar com seu bloqueio criativo:

  • Não há bloqueio permanente, apenas caminhos mais longos.
  • Não importa o quão devagar eu vá, desde que não pare.
  • Todo grande escritor já sentiu isso antes também.

Não há truque de mágica ou fórmula quando se trata de superar o bloqueio criativo. Mas se você experimentar essas 10 dicas ao seu portfólio criativo, estará no caminho certo para derrotá-lo de uma vez por todas!

Escritor. Especialista em Busca Orgânica & Marketing. Leitor apaixonado por fantasia e ficção científica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.